EXPRESSÕES DO SENTIR

Compártelo:


Sinopsis

Luísa de Jesus Pereira Brás Pacheco nasceu a 19 de janeiro de 1962, numa pequena aldeia de nome Covanca, na freguesia de Fajão, onde não chegavam estradas, telecomunicações, nem mesmo luz elétrica, até final dos anos 70.
Filha de Alberto Brás, mineiro de profissão, e Maria Celeste de Jesus, doméstica, cresceu numa numerosa família de doze irmãos. Foram os mais velhos que sempre a acompanharam quando precisou de andar a pé dezenas de Km, a fim de frequentar a Escola em aldeias vizinhas. Depois da 4.ª classe, viria a concluir o ciclo preparatório na Escola Prof. Marcelo Caetano, em Pampilhosa da Serra, no ano em que se deu o 25 de abril de 1974.
De volta a casa aos doze anos, e com a morte prematura de seu pai, restou-lhe a dura vida rural, de que se abstraia refugiando-se nos livros. Através da leitura, viajava e alimentava os sonhos, escrevia alguns versos e prosa, por vezes em pedras, que logo apagava ou escondia como se fossem segredos.
Após ter casado, muito nova, com um jovem empresário na área da Construção, a sua vida alterou-se. Com muito trabalho, foi agarrando algumas oportunidades: tirou a carta de condução e adquiriu formação em Contabilidade /Fiscalidade, passando a exercer as funções de condutora, contabilista e administrativa na Empresa, para além de muitas outras tarefas.
Entretanto, nasceram os seus dois filhos. Conciliar o trabalho profissional com o papel de mãe preenchia-lhe quase todo o tempo. Nunca deixou de ler, mas escrevia bem menos?
Logo que apareceram as novas tecnologias, fez questão de aprender a mexer num computador e, numa fase mais recente, concluiu o 12.º ano num processo de RVCC. Mais um sonho e uma etapa concluída.
Com o nascimento da netinha Matilde, passou a ficar mais tempo em casa, tomando conta dela. Enquanto a pequenina dormia, aproveitava para escrever, agora já no computador, por gosto e para ocupar o tempo. Começou, então, a publicar alguns escritos na sua página de Facebook, recebendo dos amigos inúmeros elogios e incentivo para continuar. E, assim, quando deu por si, tinha umas pastas cheias de versos, poucas prosas, com muitos amigos a incentivarem à sua publicação em livro.

Detalles del Libro


ISBN/13: 9789897790621

Num. Páginas: 114

Tamaño: 150 X 220 mm

Año de publicación: 2018

Editorial: Edições Vieira da Silva

Categoría: Poesía de poetas individuales

Luisa Pacheco (Autor)

Menciones en prensa y otros enlaces:

No existen menciones para este libro


EBOOKS: