Maurice Blanchot - A literatura nos limites da Filosofia

Compártelo:


Sinopsis

Este livro é, o mais possível, uma «aproximação silenciosa» à escrita e ao pensamento de Maurice Blanchot. Uma «aproximação silenciosa» que, afirmada como condição da própria leitura [Hoppenot; Mesnard (2014). Maurice Blanchot ? Johannes Hu?bner. Correspondance. Paris: Kimé. P. 61], celebra a escrita de Blanchot, na sua discrição mais do que proverbial, como uma das mais singulares aventuras filosófico-literárias da actualidade. O silêncio de tal aproximação advém, também, de uma dificuldade em escrever-se sobre Blanchot como uma das modulações mais reconhecidas pelos/as seus leitores, dos mais célebres (Emmanuel Levinas, Jacques Derrida, Jean-Luc Nancy, mas também Michel Foucault, Gilles Deleuze ou Giorgio Agamben) aos menos conhecidos, tanto nos domínios da literatura, quanto da filosofia, quanto dos vários quadrantes de saber capazes de se deixarem tocar pela «paixão» da sua escrita.
Escrever, na declarada paixão pelo espaço literário pensado por MB, passa pelo confronto incessante com uma invisibilidade que se ensaia expor, sem se violentar ? desde logo na tese, ou quase-tese, que foi a base deste texto.
A dissertação de doutoramento que originou este livro foi honrada com o Prémio Extraordinário de Doutoramento, pela Faculdade de Filosofia da Universidade de Santiago de Compostela.

Detalles del Libro


ISBN/13: 9789897031120

Num. Páginas: 652

Tamaño: 160 X 230 mm

Año de publicación: 2017

Editorial: Terra Ocre, Lda / Palimage

Categoría: FILOSOFÍA

Hugo Monteiro (Autor)

Hugo Monteiro nasceu no Porto.
Dedica-se à Filosofia, na sua intersecção com os domínios da Literatura, da Política e da Educação. É professor na Escola Superior de Educação do Politécnico do Porto e investigador no Gabinete de Filosofia Moderna e Contemporânea da Universidade do Porto. A sua investigação incide preferencialmente na Filosofia Contemporânea, com autoria e co-autoria de textos em Revistas e Livros colectivos nacionais e internacionais. Dedica especial atenção à Desconstrução e às obras de Jacques Derrida e de Jean-Luc Nancy, além da escrita de Maurice Blanchot, que motiva a presente edição. Foi também co-tradutor, com Fernanda Bernardo, do livro de Jean-Luc Nancy, O peso de um pensamento, a Aproximação, publicado pela Palimage em 2011. Entre os seus títulos principais, destaque para «Pensar as artes e o político: a Nancy, em torno de Nancy», «Vivermos juntos. Tangências entre Derrida e Nancy», «Figurações do infigurável: entre Jacques Derrida e Jean-Luc Nancy», «A escrita e o olhar filosófico: ressonâncias do pensamento de Maurice Blanchot » ou «Le Neutre dans les limites de la philosophie».
É também activista da organização SOS Racismo, tendo publicado, em 2013, o opúsculo «Racismo(s): a revisitação de um conceito».

Menciones en prensa y otros enlaces:

No existen menciones para este libro


EBOOKS:

No tiene links de compra de Ebook